Cristãos ficam presos no Sudão e são proibidos de deixar o país por causa da guerra

As tensões entre o Sudão e Sudão do Sul que se transformaram em combate militar, fizeram com que os cristãos de origem do sul, presos no Sudão, temam que o governo islâmico e os mulçumanos em geral se voltem contra eles.

Os sudaneses de origem do sul, que tiveram mais 30 dias a partir de 8 de abril para se registrarem ou deixar o país do Sudão, foram proibidos de embarcarem para Juba, capital do Sudão do Sul, por exigência de documentos.

“Eles fecharam todos os caminhos à nossa frente para nos impedir de viajar ao nosso país”, disse um líder da igreja.

Os cristãos sul-sudaneses foram surpreendidos quando todos os voos e rotas terrestres para o Sudão do Sul foram fechadas em 9 de abril sem informações de quando seriam autorizados a sair. O governo do Sudão declarou na semana passada que estava em estado de guerra com o Sudão do Sul.

Líderes de igreja que desejam permanecer no norte do país não possuem informações sobre como legalizar o registro. Eles dizem que a mídia e mesquitas (local de culto islâmico) enviam cada vez mais mensagens depreciativas sobre os cristãos do Sudão do Sul para o público em geral.

Fontes disseram que muitos sudaneses de origem do sul queixam-se de ouvir comentários como: “Por que você ainda está aqui? Você não voltou ainda para o seu país?”. Muitos mulçumanos consideram um direito adquirido que o assédio de instituições cristãs e de cristãos seja tolerado.

 

Menina de 14 anos é torturada pelo pai por ter aceitado a Cristo

Uma menina de 14 anos ainda é incapaz de andar, 10 meses depois de ter sido torturada pelo pai, por ter deixado o Islã e colocado sua fé em Jesus, de acordo com os cristãos da área.

Susan Ithungu, da aldeia de Isango, em Uganda, foi hospitalizada no Hospital Kagando em outubro de 2010, quando os vizinhos e a polícia a salvaram de seu pai, Beya Baluku. Ele foi preso depois, mas libertado rapidamente, disseram as fontes.

Susan e seu irmão mais novo, Mbusa Baluku, moravam sozinhos com seu pai, depois que ele se divorciou de sua mãe. Em março de 2010, um evangelista da Igreja do Evangelho Pleno de Bwera falou na escola de Susan e ela decidiu confiar em Cristo para ser salva.

“Eu ouvi a mensagem do amor de Cristo, de que ele havia morrido para nos dar paz eterna e decidi acreditar em Cristo”, disse ela, na cama do hospital. “Depois de um mês, chegou ao meu pai a notícia de que eu tinha me convertido e isso foi o início dos meus problemas com ele. Nosso pai nos advertia para que não fôssemos à igreja, nem ouvíssemos o evangelho. Ele até nos ameaçou com uma faca afiada.”

O Pastor José, da Igreja do Evangelho Pleno em Kasese, disse que os vizinhos a levaram ao hospital do governo, depois que a garota foi libertada.

“Ele a trancou em um quarto muito apertado durante seis meses, sem deixá-la ver a luz do sol”, disse o pastor. “O irmão mais novo foi advertido para não dizer a ninguém que Susan estava trancada em um quarto sem nada para comer.”

Mbusa disse que, quando seu pai saía, ele dava algumas bananas a sua irmã. “Eu também cavei um buraco no chão para passar água para ela. Mas, na maioria dos dias, ela só conseguia beber a lama”, disse ele.

Um vizinho, que pediu anonimato, disse que toda a vizinhança ficou preocupada por não vê-la por muito tempo. “O irmão dela, então, nos revelou que Susan estava trancada em um dos quartos da casa. Em seguida, relatamos o caso à polícia, que foi até a casa e libertou a menina.”

Susan foi imediatamente para o hospital do governo, onde o pastor José a visitou. ”Susan estava muito magra e não conseguia falar ou andar. Seu cabelo tinha ficado amarelo, tinha unhas longas e olhos encovados. Ela estava com menos de 20 quilos.”

O pastor continuou: “Pela graça de Deus, Susan ainda está viva. Embora ainda não possa andar, ela consegue falar agora. Ela ainda está se alimentando de comidas leves. A grande notícia é que Susan está firme em Jesus. Ela precisa de orações e apoio, para que possa retornar à sua rotina o mais breve possível.”

 

Juiz de Goiânia volta a desafiar STF e anula mais um casamento gay

O juiz Jeronymo Pedro Villas Boas, da primeira instância de Goiânia (GO), anulou mais uma união estável de homossexuais, reafirmando, assim, sua desobediência ao STF (Supremo Tribunal Federal), que legalizou essa forma de convivência. Villas Boas também é pastor da Assembleia de Deus. A sua primeira decisão foi anulada pela desembargadora Beatriz Figueiredo Franco, do TJ (Tribunal de Justiça) de Goiás.

Desta vez, os gays atingidos pelo juiz vivem juntos há 22 anos, de acordo com o blog Radar On-line, de Veja. Mesmo após ter sido anulada a primeira sentença, Boas avisou que continuaria decidindo contra a união de homossexuais, em cumprimento, segundo ele, à Constituição. Ele cumpriu a promessa. Homossexuais de Goiânia estão recorrendo à Justiça de outras cidades para formalizar sua união.

A insistência do juiz deverá apressar o envio do seu caso à Corte Especial do TJ-GO, à qual caberá decidir se abre um processo disciplinar.

Muitos muçulmanos na Austrália se encontram com Jesus

43385_N_17-06-11-22-49-41AUSTRÁLIA – A Austrália está se tornando um destino popular para os muçulmanos que saem da Ásia e do Oriente Médio. Deve haver quase um milhão deles no país, vivendo em comunidades exclusivamente islâmicas. Este número faz com que cresçam os problemas de convivência devido à crescente população muçulmana. No entanto os cristãos do país, veem uma oportunidade para proclamar o Evangelho de Jesus, algom impossível em países islâmicos, mas que está ocorrendo na Austrália, principalmente devido a um canal de televisão de propriedade de Michael El Masry, um ex- muçulmano, que tem usado seu próprio dinheiro para lutar contra a forte oposição da comunidade islâmica. O segredo é que Al-Hayat TV (também conhecida como TV Life) transmite programas cristãos de uma forma que os muçulmanos entendem:

“É muito importante compreender os muçulmanos e saber entender a sua religião. Dizer-lhes que nós os amamos como pessoas”.

El Masry sofreu muitas ameaças, mas não tem medo “, porque Deus me protege. Eu acredito em uma missão especial, e que o Senhor vai dar proteção extra. Jesus Cristo morreu por eles e é por isso que eles merecem receber a mensagem de salvação e quem lhes dará a mensagem?”

Mas não apenas os muçulmanos australianos podem ouvir as boas notícias na televisão. Ex-muçulmanos podem assistir o culto cristão em árabe, como é o caso mais conhecido da igreja Al-Obour em Sydney, uma das mais importantes cidades australianas. Al-Obour em árabe significa cruz. A maioria de seus membros é muçulmana. Eles cruzaram a barreira religiosa para abraçar a fé em Jesus. Alguns se mantêm em segredo porque temem ser descobertos por famílias muçulmanas, na verdade, muitos trabalhadores têm recebido ameaças de morte por deixarem o islamismo.

Ali Bazzi pastor da Igreja Al-Obour disse: “Como a religião do Alcorão encoraja as pessoas o ataque aos rebeldes ou os chamados de apóstatas. Se eu matá-los … farei algo bom para Deus”, eles pensam.

Iglesias cristianas étnicas musulmanas en AustraliaBazzi admite ter recebido ameaças de morte desde que se tornou crente em Jesus Cristo, mas diz que não deixará de proclamar o Evangelho. Ele passou sua juventude como um radical islâmico no Líbano até que um amigo muçulmano, que se converteu ao cristianismo, apresentasse a ele o Jesus Cristo da Bíblia.

“Eu gosto da personalidade de Jesus. A forma como apresenta a sua Palavra como a compartilhou com as pessoas e os curou e os alimentou. Eu digo a minha mãe que sou um novo homem. Ela diz que, “se existe um Deus capaz de me mudar, ela também acreditaria nele. Hoje, toda a minha família tornou-se cristã”, diz Bazzi.

Também tem o caso de Helena Menadue, uma ex-muçulmana do Egito que se mudou para a Austrália após se converter ao cristianismo. Deixou o seu país porque “a polícia veio à minha casa para me levar. Eles poderiam me matar, torturar, poderiam torturar minha irmã, podiam fazer coisas terríveis. ”

Além disso também experimentou a rejeição por seus familiares o que eles chamam de “morte social”: “Senti que tinha perdido minha identidade, não sabia quem eu era mais.”

Helena diz que ela foi fortalecida por um versículo das Escrituras Sagradas que serviu para levantou seu espírito: “Vinde a mim, que estais cansados ​​e oprimidos e eu vos aliviarei. A única maneira que Deus revela para mim que posso obter paz e alegria é através de Jesus”.

Outra forma de conversão é o amor. Alya é uma ex-muçulmana que veio a Cristo depois de se apaixonar por um cristão. Seus pais, a princípio, não aceitaram o casamento. Mas, mudaram de idéia quando Alya foi curada de um linfoma após os cristãos oraram por ela.

“Eu fui curada de câncer e Deus fez os meus pais mudarem de idéia para que eu pudesse me casar e viver a vida cristã que eu queria”.

Apesar da pressão constante da comunidade islâmica da Austrália, esses ex-muçulmanos continuam a partilhar o seu testemunho com imigrantes muçulmanos e residentes no país. Aqueles que possuem tevê a cabo com o canal australiano podem ver o canal de TV Al Hayat, enviando o sinal para o ar, para as salas dos australianos e, especialmente, para os corações dos muçulmanos.

Pastor e filha são assassinados por militantes

{c8893ed5-e612-4536-b056-87d1615ae05c}_dsc_6649No sábado, dia 12 de fevereiro, dois homens armados foram até a casa de um pastor e, alguns minutos depois, atiraram nele, em sua filha de 9 anos e em uma mulher da igreja. Os militantes reagiram contra o pastor devido a sua oposição em dar dinheiro para apoiar o grupo revolucionário.

    Por volta das 10h, os homens armados chamaram por Maximo Suarez Romero, pastor de uma pequena comunidade cristã em “Divino Niño”, a 90km de Riohacha, capital da região de La Guajira. Os membros da igreja estavam reunidos na residência do pastor para seu tempo habitual de jejum na manhã de sábado. O pastor foi atender à porta e encontrou os dois indivíduos. Minutos depois, os cristãos que estavam dentro da casa ouviram uma pequena discussão. Os cristãos não puderam ajudar porque, quando foram ver o que estava acontecendo, os assassinos balearam o pastor Suárez, sua filha Nubia Melisa Suarez Sanchez e Maylen Cecilia Guevara, jovem de 27 anos, que fazia parte da igreja.

    Os homens armados estavam envolvidos na arrecadação de fundos para o apoio a um grupo revolucionário, como parte de um programa de financiamento. No entanto, quando os homens chegaram, o pastor havia acabado de ensinar sobre o Salmo 15, versículo 5, que fala sobre não aceitar subornos e propinas: “…nem aceita suborno contra o inocente. Quem assim procede nunca será abalado!”. O pastor Suárez se recusou a apoiar o grupo revolucionário, e foi baleado.

    Guevara, um membro da igreja local, morreu imediatamente e outra criança também ficou ferida e precisou ser atendida pelos médicos. Nubia Suarez Melisa Sánchez, a filha do pastor, faleceu às 0h.

    Maximo Suarez Romero recebeu dois tiros, um no tórax e outro no braço direito. Ele foi levado para o Centro Médico de Mingueo e depois para o hospital “Nuestra Señora de los Remedios”, onde faleceu. Ele tinha 37 anos de idade. O pastor deixa uma esposa, Aida Sanchez, de 32 anos, e três crianças abaixo dos 18 anos.

    O pastor era o único responsável pelo sustento da casa. Ele também cuidava de seu pai e sua esposa.

    Os criminosos conseguiram fugir.

 Tradução: Missão Portas Abertas

Desastre nuclear traz tribulação à igreja japonesa

Semanas atrás, o reverendo Akira Sato evacuou o seu rebanho da Primeira Igreja Batista de Fukushima, três milhas de distância da usina nuclear de Fukushima Daiichi. Para a comunidade tight-knit, que abandonou o edifício da Igreja, foi um golpe porque os missionários americanos tinham começado a Igreja muito antes de a usina nuclear ser construída nos anos 1960.

“Será que vamos ser capazes de ter um culto em nossa Igreja novamente, ou será que a cidade simplesmente vai ser abandonada?” Sato perguntou em seu diário em 13 de março. Uma vez que a jornada começou, Sato manteve um diário narrando o sofrimento do dia-a-dia de sua Igreja, que ele comparou com o relato bíblico escrito no Livro do Êxodo.

“Assim como os israelitas no deserto, tudo o que podemos fazer é seguir a Deus enquanto ele nos conduz com pilares de fogo e nuvens,” escreveu Sato filosoficamente da viagem de seu rebanho.

O diário de pastor online atrai a atenção, pois oferece um raro vislumbre sobre o desastre a partir de uma perspectiva cristã.

Durante dias, Sato lotou um abrigo improvisado com 50 membros de sua congregação de uma Igreja em Yonezawa, cerca de 60 quilômetros de distância. A maioria dos membros da congregação tinha optado por se instalar com amigos e família vivendo em outras partes do país. No entanto, aqueles que ficaram no abrigo ficaram gratos pela ajuda material, que incluía comida e roupas a partir de doadores anônimos.

“Irmãos e irmãs estão nos trazendo alimentos e roupas de todo o Japão,” escreveu Sato. “Eu me sinto como Elias, sustentado por Deus com alimentos transportados por um corvo.”

Em 11 de março, um terremoto de 9,0 graus na escala Richter gerou um tsunami que varreu algumas comunidades costeiras ao longo da costa japonesa. De acordo com a Polícia Nacional do Japão, cerca de 12.000 pessoas foram confirmadas como mortas, enquanto mais de 15.400 ainda estão desaparecidas.

Em seu diário, Sato registrou histórias miraculosas de sobrevivência entre os crentes de sua Igreja. Um membro da congregação do sexo masculino teve um ataque cardíaco logo após o terremoto, mas de alguma forma teve acesso a uma cirurgia que salvou sua vida. Uma mulher de sua Igreja foi atingida pelo tsunami, mas conseguiu nadar e se salvar.

Outra mulher sobreviveu por afastar-se das ondas. Ao longo do caminho, encontrou um estranho, que salvou a vida de ambos, direcionando-a para em torno de rachaduras na estrada danificada. Muitos motoristas não foram tão felizes tendo seus automóveis presos.

Após o terremoto, a usina nuclear de Fukushima foi atingida por três explosões, o que danificou os sistemas primário e de back-up usados para resfriar o combustível nuclear em seis reatores e suas respectivas poças de combustível gasto. O resultado de superaquecimento de combustível nuclear liberou material radioativo no ar, solo e água.

As partículas radioativas, que em grandes quantidades causam câncer nos seres humanos, foram registrados no espinafre e leite cru em prefeituras vizinhas, que resultou na proibição de todos os produtos agrícolas provenientes de regiões afetadas.

Em resposta à crise, o governo ordenou que 62 mil pessoas vivendo dentro de um raio entre 20 e 30 quilômetros ficassem em casa. Um adicional de 78 mil pessoas, incluindo Sato e sua congregação, fugiram da área mais próxima ao local do desastre.

Há alguns dias uma concentração elevada de radiação foi descoberta na água do mar, perto da usina, o que provocou temor. Recentemente, os trabalhadores descobriram os corpos de dois funcionários que desapareceram quando o tsunami varreu a usina. Os homens foram encontrados no porão do prédio número quatro das turbinas do reator. Doença de envenenamento radioativo continua sendo um risco para trabalhadores da usina que tentam conter o vazamento. Muitos cristãos da Igreja Sato são funcionários da fábrica.

“Dois dias atrás, um irmão que trabalha na fábrica, mas que tem estado conosco, foi chamado de volta ao trabalho. Nós oramos junto com sua família e o enviamos. Outros membros da Igreja estão trabalhando lá arriscando suas vidas.”

No entanto, Sato escreveu que ficou maravilhado “com a força” da “fé no Senhor” dos membros da Igreja.

“Dos 160 membros que estiveram em contato, tudo que ouvi foram palavras como: “Deus é grande. Eu quero confiar nele enquanto eu andar com ele a partir de agora. “Fico maravilhado com a força de sua fé no Senhor,” escreveu ele. “Ontem, três dos que estão conosco oraram para receber Jesus em seus corações.”

É incerto se o Primeira Igreja Batista Fukushima ainda vai retornar ao seu lugar original, perto da usina. Mesmo assim, Sato continuamente visita os membros do seu rebanho espalhado por todo o Japão.

Fonte: The Christian Post

Cristão de Bangladesh vai para a prisão por evangelizar

DACA (Bangladesh) – Um cristão foi condenado a um ano de prisão por “criar o caos” com a venda e distribuição de livros cristãos e outras literaturas perto de um grande encontro de muçulmanos no Norte da capital de Bangladesh. Um tribunal no distrito de Gazipur proferiu a sentença para Biplob Marandi, de 25 anos de idade, depois de ele ser preso nas margens do rio Turag perto da cidade de Tongi.

 Uma cópia do veredito diz que ele foi condenado de acordo com a Seção 296 da lei 1860 de Bangladesh por “criar o caos em uma reunião religiosa.” “A polícia disse que ele estava promovendo confusão ao falar de Jesus Cristo”, diz o veredito.

“A acusação foi lida no tribunal, e ele se disse culpado por evangelizar as pessoas. Ele também disse à corte que queria propagar sua religião, o cristianismo.

“O Rev. Sailence Marandi, pastor da Igreja do Nazareno Internacional no distrito Thakurgaon e irmão mais velho de Biplob Marandi, disse ao Compass que não houve briga, quando seu irmão estava distribuindo folhetos cristãos, do mesmo modo, a sentença não faz menção de qualquer confronto.

“Eu acho que alguns muçulmanos fanáticos criaram confusão e entregaram meu irmão à polícia. Não entendo como um tribunal pode acreditar que um homem só possa perturbar uma reunião de centenas de milhares de muçulmanos. Fanáticos muçulmanos podem dizer tal coisa impossível, mas como pode um juiz honrado pode acreditar nisso?”

CRISTÃOS PEDEM ORAÇÃO PELO EGITO

imagesCAKU3W65Em correspondência enviada ao pastor Eude Martins, coordenador da campanha ‘È Tempo de ouvir a Palavra de Deus’, o secretário geral da Sociedade Bíblica do Egito, Ramez Atallah, relatou o caos que o país enfrenta após protestos que pedem a saída do ditador Hosni Mubarak, há 30 anos no poder.

        Ramez descreve que as ruas de Cairo foram tomadas por prisioneiros, mas que os cristãos não estão sendo alvos ou ameaçados. “Depois que a polícia se ausentou das ruas do Cairo, do fogo ateado às delegacias e da fuga de milhares de prisioneiros, alguns se aproveitaram do caos para saquear e roubar.”

        Ele pediu que os brasileiros orassem pelos pobres e miseráveis; para os cristãos no Egito e pela Sociedade Bíblica do País.

Leia a carta na íntegra:

 

Caros e preocupados amigos,

Tenho certeza de que vocês têm acompanhando as notícias e estão conscientes dos problemas, dos tumultos e das tensões no Egito e em vários outros países desta parte do mundo. Eu não vou tentar analisar a situação, que está mudando a cada hora. A afirmação feita em um dia pode já tornar-se obsoleta no próximo!  Mas queremos que saibam que ficamos gratos pelas contínuas mostras de amor, pela preocupação e pelas orações feitas por este país.

Toda a equipe da Sociedade Bíblica está segura e as nossas propriedades estão intactas, sem dano algum. Apesar do tumulto geral, da incerteza, do medo, da raiva e de muitas outras emoções e situações, nós, enquanto cristãos, de nenhuma forma estamos sendo alvo ou ameaçados.

Depois que a polícia se ausentou das ruas do Cairo, do fogo ateado às delegacias e da fuga de milhares de prisioneiros, alguns se aproveitaram do caos para saquear e roubar. Sem contar com a proteção policial, os cidadãos, tanto os cristãos quanto os muçulmanos, estão se organizando em turnos para proteger seus bairros e bens durante a noite. Ao anoitecer, quando se aproxima o toque de recolher, barris, sacos e caixotes são posicionados em barricadas. Todos os carros são parados e as pessoas, interrogadas por homens armados com bastões, paus, pistolas e facas… Isso, porém, deu à maioria um sentimento real de segurança e de boa vontade!  Mas isso foi ontem. Provavelmente, a situação piore à medida que os civis tomem a lei pelas próprias mãos.

Expatriados são evacuados. Os bancos e o mercado de ações estão fechados. Os preços começaram a subir. A comida, os remédios e outros suprimentos estão diminuindo, já que a maioria das fábricas e das empresas estão fechadas após a onda de vandalismo da semana passada e do toque de recolher diário, que se estende das três da tarde às oito horas da manhã. Mesmo enquanto escrevo, estão acontecendo sangrentos confrontos entre civis egípcios na principal rotatória do centro…

 

POR FAVOR, OREM

a)     Orem para que a situação volte ao controle muito rapidamente e com urgência. Há perdas massivas a cada minuto. Hoje, o número oficial de feridos, muitos deles graves, é superior a 600 pessoas, com pelo menos oito mortos. O canal de TV oficial anunciou prejuízos financeiros da ordem de 200 bilhões de libras egípcias (USD 36 bilhões) nos últimos oito dias.

b)     Orem pelos pobres e miseráveis, os que mais sofrem neste momento.

c)     Orem para que os cristãos no Egito (tanto os nativos quanto os expatriados) não fiquem tentados a “correr” quando as coisas ficarem difíceis. Libby Little, cujo marido, Tom, foi assassinado no Afeganistão no ano passado, disse que, durante aquela guerra terrível, ela e suas filhas eram conhecidas como “as pessoas que ficaram”! Lucien Accad, ex-chefe da Sociedade Bíblica do Líbano, permaneceu com sua família durante a perigosa guerra civil, embora todos tivessem passaportes suíços e pudessem ter partido.  Embora muitos estrangeiros estejam sendo obrigados a sair devido a políticas das empresas, nós oramos para que a pouca população cristã do Oriente Médio não diminua ainda mais devido aos atuais acontecimentos.

d)     Orem para que a Sociedade Bíblica do Egito pense em formas criativas e adequadas de levar a Palavra de Deus ao povo durante esses tempos difíceis (afinal, grande parte da Escritura foi redigida em contextos de perigo).  Nossos funcionários estão trabalhando de suas casas na elaboração de materiais impressos e de áudio a serem produzidos assim que retornemos ao escritório. A Feira do Livro, que estava marcada para 29 janeiro – 8 fevereiro, foi adiada indefinidamente. As mesas de livros (uma extensão das ofertas da Feira do Livro) e os Domingos da Bíblia foram cancelados em todas as igrejas. Como esta é a temporada de picos de venda,certamente sentiremos o impacto negativo sobre grande parte de nossa distribuição da Bíblia e sobre a renda das vendas e captação de recursos. Por favor, orem conosco enquanto estudamos a melhor maneira de sanar esse hiato no faturamento.

e)     Orem por sabedoria para que os líderes políticos e do exército saibam controlar a situação sem recorrer a meios brutais.

f)      Orem pela futura liderança do país. Há uma profunda preocupação sobre quem vai governar o Egito. A porta será aberta para todas as ideologias políticas e religiosas, inclusive os extremistas e fundamentalistas.

g)     Finalmente, por favor, orem por mim, a fim de que me recupere de um problema súbito de coração (arritmia), que me acometeu na última quarta-feira, forçando-me a passar oito dias na Unidade Coronariana. Ontem foi meu primeiro dia em casa.

OBRIGADO POR SUAS ORAÇÕES, É O QUE MAIS PRECISAMOS!

Com amor, me despeço de todos vocês em nome da equipe da Sociedade Bíblica do Egito.

Ramez Atallah

Secretário-Geral

Sociedade Bíblica do Egito

Cristãos do Nepal têm de lutar até pelo direito de serem enterrados

imagesKATMANDU, Nepal, 25 jan (CDN) – Três anos após a morte de um cristão que era um capitão do Exército do Nepal, sua viúva, Guia de Gamala, ainda enfrenta grande tristeza. A sepultura do marido, Narayan Guia, está ameaçada de destruição, pois as autoridades do templo hindu do Nepal, o mais numeroso da região, estão reivindicando as terras de mata, onde está localizado o túmulo.

 “Que país é este que não permite que seus próprios cidadãos descansem em paz?”
 
Pelo menos 200 sepulturas, muitas delas sem possuir sequer indicação, devido ao medo dos cristãos de descoberta e destruição, poderão ter o mesmo destino. A Área de Desenvolvimento Pashupatinath Trust, organização que administra o templo de Pashupatinath que remonta ao século IV dC, começou a renovar o santuário, pois o Nepal celebra 2011 como o “ano do turismo”, com o objetivo de atrair um milhão de visitantes. O templo foi declarado patrimônio mundial pela UNESCO.
 
“Na década de 1980, o governo nos deu 292 hectares de terra para desenvolver o templo de Pashupatinath”, disse Ram Saran Chimoria, diretor do templo. “Temos um plano de cinco anos que vai renovar o principal santuário e embelezar seus arredores. Os terrenos florestais adjacentes ao templo serão utilizados para cultivar plantas consideradas sagradas pelos hindus. ”

Chimoria disse que parte da floresta também será destinada como cemitério para os hindus.
 
“Uma seita hindu chamado Dashnami enterra seus mortos aqui, como os muçulmanos e os cristãos fazem. Pashupatinath é um templo hindu, mas outras comunidades também começaram a enterrar seus mortos aqui, em primeiro lugar fingindo ser o Dashnami e, em seguida clandestinamente. Isso é contra as tradições hindus e só procuramos recuperar o que nos pertence”.
 
Tradução e adaptação: Milton Alves
Fonte: Compass Direct

Bispo católico afirma haver uma conspiração da Unesco para transformar metade do mundo em gays

bispoAtravés de programas voltados à ideologia de gênero, a Unesco quer converter, em 20 anos, metade da população mundial em homossexuais, disse o ministro da Família do Vaticano, Ennio Antonelli. A teoria da conspiração global denunciada pelo cardeal foi mencionada pelo bispo Demetrio Fernández, de Córdoba, Espanha, na homilia da missa da Sagrada Família, em 26 de dezembro passado. A ideologia de gênero já está presente nas escolas da Espanha, lembrou Fernández.

 Segundo essa ideologia, explicou na missa, “não se nasceria homem ou mulher, mas escolhe-se segundo sua vontade e poderá mudar de sexo quando quiser, segundo o seu desejo”.

Considerado um dos bispos mais conversadores do episcopado espanhol, Fernández reportou-se à doutrina católica sobre a família, destacando que “consiste na união estável de um homem e de uma mulher, que se amam e se professam amor por toda a vida.”

A sexualidade, ensinou, não pode ser entendida “como um jogo do prazer” e nem o prazer que acompanha a relação sexual pode se converter em valor absoluto das relações do homem e da mulher.

“Quando a única coisa que se persegue é o prazer, a satisfação de si mesmo, o outro se converte em objeto, e o amor se converte em egoísmo. A sexualidade é, então, a linguagem do egoísmo, do egoísmo mais terrível, porque utiliza o outro para proveito próprio”, disse.

“Deus fez a sexualidade humana como expressão do amor autêntico e não como linguagem do mais puro egoísmo”, agregou.

Frisou, ainda, que as facilidades para o divórcio, todas as formas de anticoncepção, inclusive o aborto, “são outros tantos ataques à família, ao projeto amoroso de Deus sobre a família e a vida”.

Fonte: Gospel+

SECRETÁRIA VAI IMPLEMENTAR PNH3 “Maria do Rosário quer levar adiante projeto que Igrejas são contra”

arosarioAté nas ideias o governo Dilma Rousseff dá indícios que seguirá os passos do Lula. Em seu discurso de posse, a petista Maria do Rosário, a nova secretaria dos Direitos Humanos confirmou que tem como meta aprovar o polêmico PNDH 3 (Plano Nacional dos Direitos Humanos), que provocou polêmica entre setores da Igreja e das Forças Armadas.

Maria do Rosário substitui Paulo Vannuchi e apelou para que o Congresso analise outra proposta polêmica, encaminhada pelo governo Lula. Pediu que os congressistas aprovem a criação da Comissão da Verdade, que ofereceria a versão oficial sobre os mortos e desaparecidos. “O Estado brasileiro tem que resgatar sua dignidade em relação aos mortos e desaparecidos na ditadura”, afirmou. “Como disse a presidente Dilma, não se trata de revanchismo”, afirmou a Folha de São Paulo.

Em Março de 2010, Lula foi obrigado a recuar por conta do PNH3. Entre outros artigos houve mudança na parte que prevê legalização do aborto e a proibição de símbolos religiosos em locais públicos. Na ocasião líderes alegaram que o projeto cria uma ditadura gay.

Guerra por Assembléia de Deus no interior paulista tem invasão, homens armados, violência e polícia

ASSEMB~1A Igreja Assembleia de Deus, na rua Conselheiro Rodrigues Alves, no centro de São José dos Campos, foi invadida às 14h do último sábado por um grupo de oito pessoas armadas, que causaram tumulto em frente ao templo. Eles quebraram a porta da entrada (de vidro) e teriam agredido os fiéis que se opuseram à invasão. Quatro pessoas sofreram lesões leves e registraram boletim de ocorrência.

“Eu estava conversando com os irmãos quando os elementos armados entraram gritando: ‘Perdeu, perdeu! Vocês vão ter que sair da igreja’” – revelou o advogado Renato Alves de Souza, 42 anos.

O grupo liderado pelo antigo pastor, Antônio Sellare, estaria reivindicando o poder da igreja, ao qual teria renunciado em 2009, segundo o advogado Georges Salim Assad Júnior.

Assad representa o atual pastor da igreja, Samuel Câmara, que mora em Belém do Pará e vem a São José para presidir cultos semanais.

“Ele [o pastor Antônio Sellare] quer voltar para a igreja, apoiado por apenas 11 pastores, sendo que a igreja tem 500. Faremos uma nova assembleia para que os fieis estabeleçam uma diretoria provisória, conforme manda o estatuto da igreja”, disse.

Outro lado
O pastor Sellare preside uma junta de pastores que julgou supostas irregularidades que teriam sido cometidas durante a gestão de Câmara. De acordo com Sellare, o atual pastor está sendo processado por lavagem de dinheiro.

“O estatuto da igreja diz que se o pastor estiver envolvido em operações que venham denegrir a instituição deve ser feita uma junta de pastores e evangelistas do ministério para que os atos sejam julgados”, explicou.

Ainda segundo o pastor, “a justiça autorizou a junta a tomar posse, ainda que seja necessário o arrombamento”. Ele admitiu ter contratado escolta armada para fazer a sua proteção porque ele estaria sendo ameaçado de morte por fiéis favoráveis a Câmara.

Sellare não admitiu as agressões. “Quando eu cheguei a porta já estava aberta”, disse.

Mais
Na semana passada os fiéis se recusaram a cumprir a determinação da justiça e um novo tumulto foi armado. A questão envolve troca de acusações mútuas entre os dois grupos rivais. Segundo o pastor Raimundo Coelho Amaral, 42 anos, Sellare teria deixado um rombo de R$ 3 milhões nos cofres da igreja.

“Agora que o pastor Câmara pagou essa dívida eles querem retomar a igreja”, disse.

O advogado Georges Assad Júnior disse que a junta formada por Sellare não encontra respaldo no estatuto.

“É um artifício para ele voltar ao poder. A convocação dos membros não foi idônea porque não houve assembleia. Queremos que os fieis definam a nova junta, e é isso que vai acontecer”.

Fonte: Vale / Gospel+

Mulheres são quase 60% dos evangélicos

mulheresDesde os tempos em que cabia às mulheres a exclusiva tarefa de ficar em casa, cuidando dos afazeres domésticos e dos filhos, elas são maioria nas igrejas. Basta visitar um culto para se ter a impressão de que as mulheres são muito mais numerosas do que os homens nas igrejas. Mas só há relativamente pouco tempo elas têm tido acesso ao local de mais destaque no templo: o púlpito. Ultimamente, o ministério feminino tem ganhado força num mundo onde cada vez mais as mulheres se destacam.

 Em mais e mais igrejas evangélicas – tradicionais, pentecostais ou neopentecostais –, a figura das pastoras, diaconisas, presbíteras e até bispas já se tornou rotineira, situação bem diferente do que ocorria no passado, quando ao gênero feminino eram reservados cargos de menor visibilidade, como cuidar de crianças ou lecionar na Escola Dominical.

A Igreja Evangélica brasileira chega à segunda década do século 21 com uma face mais feminina do que nunca. Segundo as estatísticas da organização Servindo Pastores e Líderes (Sepal), quase 60% dos crentes brasileiros são mulheres. E, embora ninguém goste de assumir qualquer discriminação, é fato notório que a membresia feminina demorou bastante para sair das posições eclesiásticas periféricas e conseguir ascender à liderança. Mas que fique claro que não foi uma transformação consciente, planejada – como acontece com a maioria das mudanças de natureza social, a revolução feminina evangélica é parte de um todo.

“A Igreja passou a responder às necessidades da sociedade e essa mudança de paradigma se deu na medida em que a sociedade abriu-se para a liderança feminina nas mais diversas áreas”, diz o missionário Luis André Bruneto, coordenador de pesquisas da organização Servindo Pastores e Líderes (Sepal).

O pesquisador situa tal metamorfose num passado recente. “Essa abertura à mulher ocorre nas décadas de 1970 e 1980, e vai se refletir na Igreja principalmente nos anos 90, exatamente a época em que a Igreja brasileira mais se pulverizou e cresceu”, aponta. O surgimento de milhares de novas congregações evangélicas, fenômeno religioso contemporâneo no país, é uma explicação. “Isso se deu devido à necessidade de líderes que a própria Igreja possui”, acrescenta Bruneto. E as mulheres foram naturalmente pondo a mão no arado.

Agora, essa Igreja chega à segunda geração de líderes mulheres perguntando-se o que elas têm de melhor a oferecer. Embora, naturalmente, ainda haja muitas resistências à liderança de saias – e o Novo Testamento, de acordo com a ótica da interpretação, pode tanto legitimar como rejeitar o pastorado feminino –, diversas igrejas já se utilizam do trabalho das obreiras há bastante tempo.

Denominações tradicionais como a Metodista e a Luterana adotam tradicionalmente o pastorado feminino, franqueando às mulheres até cargos de direção em suas organizações. Outras, como a Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) – esta, de linha avivada –, têm nas suas origens a marcante presença feminina. Foi a canadense Aimee Mcpherson que fundou a organização, em 1923, nos Estados Unidos. Hoje, a Quadrangular está em mais de uma centena de países, inclusive no Brasil, onde é uma das dez maiores denominações evangélicas.

“Essa participação da mulher é ativa, fluente e expressiva”, concorda a coordenadora nacional das Mulheres Quadrangulares, Mara de Barros Flores. “Já está provado que temos a capacidade, o amor e a unção necessários para o crescimento da Igreja”. Ela acredita que as denominações que rejeitam a participação feminina efetiva em cargos de liderança estão perdendo tempo. “A ajuda feminina que é ativa, fluente e expressiva”.

Na IEQ, mulheres atuam em todas as funções eclesiásticas, chegando a ocupar 50% do ministério. E não basta ser simplesmente casada com um pastor – a candidata ao púlpito precisa seguir os trâmites estatutários e ter o mesmo estudo e preparo dos colegas de terno. “Além, claro, do chamado, da vocação e da liderança necessárias para estar à frente de uma igreja como pastora titular.”

Sonia do Nascimento Palmeira, presidente da Confederação de Mulheres da Igreja Metodista do Brasil, cita o exemplo de Marta Watts, primeira missionária da denominação a chegar ao Brasil, para destacar a importância do protagonismo feminino na obra de Deus. A obreira, vinculada à Sociedade de Missões Estrangeiras das Mulheres da Igreja Episcopal do Sul nos Estados Unidos veio com a tarefa de educar crianças e moças.

No mesmo ano, fundou o Colégio Piracicabano, em Piracicaba (SP), que hoje é conhecido como Centro Cultural Marta Watts. Criou ainda um colégio em Petrópolis (RJ) e outro em Belo Horizonte (MG), colaborando sempre com as mulheres para que tivessem acesso à educação num tempo em que este direito lhes era constantemente negado. A ênfase nestes estabelecimentos era “ministrar uma educação liberal às moças para que seu horizonte intelectual e espiritual se ampliasse, preparando-as para agir com independência”, conforme o lema do Marta Watts.

Sonia considera lamentável que ainda existam igrejas dominadas apenas por homens. “Vejo isso como um equívoco muito grande, pois a Palavra de Deus ensina exatamente o contrário. Jesus valorizou as mulheres. Elas foram criadas da mesma forma que os homens, com todo o potencial que eles têm também”. Para ela, o direito de exercer papel de destaque é tanto dos homens como das mulheres.

“Na nossa Confederação, estamos preocupadas como Marta Watts esteve um dia, em impulsionar as mulheres de hoje a buscarem cada vez mais o seu lugar na Igreja e no mundo”, explica.

Tal lugar, segundo a psicóloga Isabelle Ludovico, deve passar necessariamente por qualidades tipicamente femininas, como a doçura e a afetividade. Em seu novo livro, O Resgate do Feminino, ela diz que o ambiente competitivo acabou roubando das mulheres aqueles aspectos comportamentais que sempre as diferenciaram dos homens, com consequências na qualidade da vida afetiva e espiritual – e que isso precisa ser revisto.

“As mulheres assumem muitas atividades na igreja, e isso é movido por sua paixão pelo Reino de Deus. A participação da mulher em posições de liderança trouxe muito proveito para a Igreja”, endossa o pastor Carlos Barcelos, da Igreja Batista do Morumbi, em São Paulo. “Considero importante o olhar feminino, que contribui para a ampliação de percepções dos vários problemas que uma comunidade pode enfrentar”.

Defensor do mérito, independentemente do gênero, Barcelos diz que o papel a ser exercido pela mulher na igreja depende de suas capacidades e habilidades. “Toda posição de liderança, seja preenchida por um homem ou mulher, demanda do líder o cultivo de uma vida cheia do Espírito, pois as decisões tomadas afetam a vida de muitas pessoas”, pondera. Por isso mesmo, acrescenta, a mulher não deve deixar de lado suas características para sentir-se aceita. “Quando a mulher pretende agir como homem, está no caminho da falha.”

O pastor sugere um reestudo hermenêutico do texto bíblico de I Timóteo 2.11, que comumente é usado para justificar uma suposta posição secundária da figura feminina no contexto da Igreja. Para ele, a expressão “ficar em silêncio” deve ser entendida num contexto de disputa por autoridade, inclusive sobre o homem. “Toda situação em que o homem se retrai e a mulher entra no espaço deixado por ele costuma trazer problemas sérios”, analisa.

Às mulheres com destaque na igreja, Barcelos aconselha, sobretudo, que se submetam àquilo que o Espírito Santo lhes indicar. “Isso não pode ser contrário ao que a Bíblia ensina e nem uma bandeira reivindicando posições. Se determinada Irma tem convicção de um chamado, trabalhe com paciência até que surja a oportunidade de pô-lo em prática”.

Exercício dos dons – Blanche Bruno, pastora de missões e aconselhamento da Igreja Cristã Casa da Rocha, acha que o mais importante é o exercício dos dons para abençoar a congregação. “O Espírito é o mesmo que age em todos, mas Deus criou a mulher com sensibilidades particulares”, diz a obreira. “Nossos mecanismos de percepção são diferentes dos homens, e por isso o papel feminino, tão importante na família e no trabalho, também o é no âmbito da igreja”.

Blanche, que juntamente com o marido, José Bruno, eram bispos na Igreja Renascer em Cristo até o ano passado, acredita que a igreja não funciona por causa dos cargos que as pessoas nela ocupam, mas pelo cumprimento do chamado de seus membros. “Quando isso acontece, cada um está no seu devido lugar, seja homem, seja mulher”.

A jovem Alyne Romeiro, assistente pedagógica e membro da Igreja Cristã da Trindade, avalia como seria uma igreja sem a participação de mulheres na liderança. Ela atua no ministério de louvor e organiza eventos para os jovens em sua igreja e acredita que Deus chama a cada um individualmente, independente do sexo. “Uma igreja sem mulheres à frente, seria uma igreja de poucas atividades, criatividade e talvez alguns detalhes passariam despercebidos.

“Deus nos fez criativas, mais emocionais, preocupadas com detalhes, mais ouvintes, temos maior facilidade em abrir mão de nossas coisas.” Alyne não consegue se imaginar sentada, sem fazer nada. Não só pelo fato de ser filha de pastor, mas sim pelo fato de ser cristã. “É como se eu fosse devedora. Se quero que todos sejam alcançados por essa graça, preciso trabalhar para isso e trabalho por amor e gratidão ao Senhor”, declara.

A valorização que Cristo fez da figura feminina é lembrada por Lia Casanova, ligada ao Ministério Desperta Débora, como principal endosso a uma participação cada vez mais ativa da mulher na obra de Deus. . “Tenho firme convicção de que Deus nunca se agradou da forma como a mulher passou a ser tratada ao longo da história, por isso Jesus se deu ao trabalho constante de mostrar aos homens como devemos ser consideradas”, advoga.

Ligada a um movimento nacional de oração integrado exclusivamente por mulheres, ela lembra o exemplo de grandes mulheres de fé na Bíblia, como Maria, a mãe de Jesus, e Madalena, que não negou seu Mestre nem nos momentos de maior perigo. “Nós somos feitas por Deus e devemos nos colocar nas suas mãos para que possa nos usar para seu serviço e sua glória quando, onde e como quiser.”

Fonte: Cristianismo Hoje

HARRY POTTER “Autor lança livro que compara bruxo infantil a Jesus”

livroA autor Derek Murphy acaba de promover o lançamento de seu novo livro. Desde já ele está criando polêmica com “Jesus Potter, Harry Christ”, que tem como subtítulo “a fascinante história do Jesus literário”.

    O livro, que estará disponível no final de dezembro, explora as semelhanças e as relações entre Jesus e Harry. Sua conclusão é que a única diferença entre Harry Potter e Jesus Cristo é que Jesus tem tradicionalmente sido considerado por seus seguidores um personagem histórico.

    Segundo a editora, o livro “não é principalmente sobre Harry Potter, mas sobre a história religiosa, a mitologia astrológica, o simbolismo esotérico e a tradição literária de Jesus Cristo. O título apenas se refere ao argumento central deste livro: Jesus Cristo e Harry Potter têm muito em comum. O aspecto principal é o fato de que ambos são construções literárias, ou em outras palavras, personagens de ficção.

    Derek Murphy, que estudou teologia na ilha de Malta e está agora na Ásia, fazendo doutorado em literatura comparada, afirma: “Eu sempre fui um grande fã de Harry Potter. Como eu estava fazendo minha pesquisa sobre religião e literatura esotérica, descobri tantos paralelismos entre Harry, Jesus e as fontes ainda mais antigas. Fiz a minha tese de mestrado sobre a influência mística tanto em Harry Potter quanto na literatura bíblica. O mais fascinante, especialmente à luz da controvérsia em torno do livros de Harry Potter (que promoveriam a feitiçaria e o satanismo entre as crianças, etc), é que estas semelhanças vêm sobretudo de fontes pré-cristãs”.

 

    O fato de no final da saga, que reúne 7 volumes, onde Harry acaba morrendo uma morte sacrifical e ressuscita para derrotar de uma vez por todas seu arqui-inimigo, Valdemort, contribui muito para as comparações e paralelos. Cerca de uma dúzia de outros livros sobre a relação entre Jesus e Harry Potter já foram publicados. A maioria é de autores cristãos ansiosos em ajudar a suavizar a tensão entre a popularidade de Harry e as comunidades conservadoras que desejam denunciá-lo como agente do mal. ”Jesus Potter, Harry Christ” porém, é um livro para mudar esse jogo, defendendo que as semelhanças entre Jesus e Harry não fazem Harry mais “santo” – apenas tornar Jesus mais obviamente fictício. ”A verdadeira questão que precisamos fazer não é se Harry Potter é uma ‘figura de Cristo’ (semelhante a um salvador histórico religioso), mas se Jesus Cristo é uma” figura de Potter “(um redentor, criado a partir de símbolos mitológicos e filosóficos), argumenta o livro

Evangélicos transformam morro perigoso em monte para orações

morro-do-sumare-1990O movimento interminável num monte em Irajá, na periferia do Rio de Janeiro, intriga quem passa por perto. Quem está embaixo pode ver pessoas olhando para o céu, lendo, declamando e até ajoelhados. São dezenas de fiéis de diversas igrejas cristãs que sobem o monte diariamente para um momento particular de oração.

 O local foi denominado pelos fiéis de Escada de Jacó, numa comparação ao personagem Jacó da Bíblia, um dos

O responsável pela iniciativa é o vigilante Marcelo Flores, de 44 anos, da Assembleia de Deus. Marcelo mora na comunidade Rio D’Ouro, próxima ao local, e garante que a missão de cuidar do monte foi dada por Deus.

“Há sete meses, sonhei que Deus me encarregava de vir para esse lugar. No sonho, anjos me entregavam sementes para eu plantar e Deus me dizia: “Vou transformar este lugar em bênção”.

No entanto, Marcelo garante que já tinha intenção de reunir cristãos.

“Queria fazer um monte que chamasse a atenção das pessoas evangélicas, mas esperei a oportunidade do Senhor — conta o vigilante, que frequentava montes em outros bairros.

Após o sonho, Marcelo conta que pediu uma confirmação a Deus e recebeu.

Peguei a Bíblia e, quando abri, caiu no livro de Gênesis, contando exatamente a história de Jacó.

Pessoa em momento de oração
A escada de Jacó da Bíblia representa, simbolicamente, a ligação entre a Terra e os Céus. Isso deve-se à visão de Jacó, registrada no livro de Gênesis.

A partir da confirmação, Marcelo começou sua peregrinação. Com a ajuda de outros fiéis, limpou e capinou o local, pintou e decorou as pedras. Eles conseguiram até uma autorização com a Prefeitura para zelarem pelo monte.

Antes as pessoas se prostituíam, se drogavam e até cometiam assassinatos aqui. Agora o terreno é do Senhor — explica o religioso, que afirma receber 70 pessoas nas noites mais movimentadas.

A segurança no local é outro fator que atrai muitos cristãos. Rosane Cristina, de 38 anos, conta que foi a alguns montes, mas se sente mais segura na Escada de Jacó.

Todos os montes onde eu estive tinham a mata muito fechada. Aqui Deus toma conta — brinca.

Fonte: Extra

Ateus querem proibir crianças e adolescentes de lerem a Bíblia

CRIANA~1O jornal suíço Aargauer Zeitung, no artigo intitulado ”Um novo ataque contra a Igreja”, disse que o movimento ateísta Freethinkers [Pensadores livres] alega que a Bíblia relata muitas cenas “cruéis” e ”pornográficas”, e por isso eles exigem a proibição da Bíblia para crianças e adolescentes na Suíça.

 O líder do Freethinkers, Reta Kaspar, exigiu a proibição do acesso fácil à Bíblia para crianças até que elas completem 16 anos.

“A Bíblia não oferece respostas para os problemas atuais e vitais que enfrentamos diariamente”, insistiu o “pensador livre “.

Gaspar disse que a Igreja insiste numa fraude quando propõe às crianças lerem a Bíblia depois de uma censura prévia de alguns textos bíblicos, deixando apenas coisas bonitas e inofensivas.

Walter Müller, porta-voz da Conferência Episcopal Suíça (CES), respondeu às críticas dos ateus, observando que estudiosos contemporâneos são capazes de classificar de forma independente os textos bíblicos, sob o ponto de vista religioso e histórico. O porta-voz dos bispos suíços acrescentou ainda que a sociedade deve ser tolerante com adversários da Igreja, como grupos ateus, pois eles não podem ser excluídos do espaço público.

Contudo, na última década, a religiosidade na Suíça teve mudanças significativas: as duas principais confissões, católicos e protestantes, mostram uma diminuição de seus fiéis. Em contraste com essa baixa de fiéis, o último censo mostrou um aumento de 11% das pessoas que declararam não pertencer a nenhuma igreja ou religião.

De acordo com especialistas, esse número não reflete necessariamente uma convicção antirreligiosa na Suíça. Muitos dos que dizem não professar nenhuma religião fazem isso para fugir do imposto eclesiástico vigente no país.

Fonte: Cristianos.com

IGREJA NÃO CHEGA A 1/4 DO MUNDO

01No Congresso de Lausanne, líderes reclamam a falta de vocacionados

 

Mais de 25 por cento das etnias (povos não) no mundo, ou cerca de dois bilhões de pessoas, não estão representados na Conferência Lausanne.

Um grupo de povos não alcançados significa que a missão transcultural é necessária para uma pessoa do grupo ouvir o Evangelho, porque eles não conseguem encontrar pessoas dentro de seu grupo étnico para compartilhar com eles a boa notícia.

Os chefes de missão, na quarta-feira, disseram que o obstáculo mais difícil a superar para alcançar os povos não alcançados é a obediência da Igreja. Eles falaram na sessão de multiplex Lausanne intitulada “M*ss*ng People: The Unserved One-Fourth World.”

Um vídeo apresentado no início da sessão, destacou que apesar do fato de que 86 por cento de Muçulmanos, Hindus e Budistas, não conhecem pessoalmente um seguidor de Cristo, 90 por cento dos missionários vão para regiões “cristianizadas,” de acordo com o World Christian Database.

“Em meus 14 anos trabalhando com os Muçulmanos, mobilizando as Igrejas na Coréia, eu vim a perceber que os Muçulmanos não têm faltado com pessoas para Deus, mas para o povo de Deus,” disse Henry Lee, líder da missão em Seul, Coréia do Sul, e parte do Ethne to Ethne (grego pessoas para as pessoas), uma rede missão global focada em obter o evangelho a grupos de pessoas não alcançadas.

Kent Park, presidente da Missão norte-americana para Povos Não Alcançados, explicou por que as Igrejas não compartilham o Evangelho com grupos de pessoas que precisam ouví-lo.

“A Igreja da Indonésia, por sua própria confissão, disse que nós os temos ignorados (grupos de pessoas não alcançados na Indonésia), porque não queríamos pagar o preço, ficamos com medo, nós não pensamos que iria funcionar, nós não pensamos que iria dar certo. É isso que significa ser alcançado.”

Arychiluhm Beyene, que já trabalhou no campo de missão nos últimos 15 anos, incluindo seis anos com as pessoas mais difíceis na Somália, contou uma história comovente de um homem “assustador” somali que se converteu ao Cristianismo do Islã.

Depois que o homem somali se converteu, ele contou Beyene, “Quando você olha para nós de fora com a longa barba, com a boina, e jalabiya (roupas tradicionais soltas usadas por alguns homens da Somália), somos assustadores. Mas eu só quero te dar garantia, não pare de contar as boas notícias. Apesar de parecer assustador a partir do exterior, nosso interior está procurando a verdade.”

Durante a sessão de pessoas desaparecidas, um líder da missão Africana também falou sobre a desconexão entre o que ele vê entre o que é ensinado aos Cristãos Africanos e como eles vivem suas vidas.

Embora a África atualmente tenha a maior taxa de crescimento Cristão no mundo, também tem os maiores níveis de HIV, conflitos, pobreza e corrupção, disse Peter Tantal, o diretor regional da África do Sul de Ethne to Ethne.

Em 1900, havia 8 milhões de Cristãos na África. Hoje, há 500 milhões de Cristãos na África e em alguns países 90 por cento ou mais da população é cristã.

“O desafio diante de nós é como uma Igreja, apesar de ter crescido tanto, precisamos ensinar às pessoas o que significa viver como povo de Deus,” disse Tantal.

O Terceiro Congresso Lausanne sobre Evangelização Mundial, também conhecido como Cabo Town 2010, atraiu mais de 4.000 líderes cristãos representando mais de 190 países para a conferência Cape Town, África do Sul. A conferência foi fundada pelo evangelista americano Billy Graham em 1974, em Lausanne, na Suíça, para trazer junto ao corpo de Cristo global para a evangelização mundial.


Fonte: Christian Post

Primeira Dama do Congo pede para o povo fazer jejum e orar pela nação

CONGO – Durante três dias, congoleses em todo o país reuniram-se em suas igrejas, seguindo o exemplo da Primeira Dama, que chamou o povo da república africana a jejuar e orar uns pelos outros. Apesar de ser tímida, quieta e ficar a maior parte do tempo longe dos holofotes, Marie Olive Kabila (foto) apareceu diante da mídia levantando as mãos e clamando a Deus. Nas ruas da República Democrática do Congo, Kabila é uma celebridade. Quando em público, o que é incomum, atrai a multidão.

Kabila é esposa do presidente Joseph Kabila, um dos mais jovens líderes africanos. Ela raramente dá entrevistas ou fala em público, de modo que sua participação em um recente evento cristão atraiu a atenção nacional e surpreendeu muitas pessoas.

Em uma pequena igreja no leste da capital, Kinshasa, centenas de pessoas reuniram-se quando a Kabila pediu três dias de oração e jejum nacional.

“Povo de Deus, este é um dia muito especial para mim. Estou aqui para dizer que nunca tive vergonha do nome do meu Senhor. Precisamos desesperadamente de sua presença para curar o nosso país”, disse.

A República Democrática do Congo é, como dizem alguns, “maldita” por causa de seus recursos naturais. Em sua área existem diamante, cobre, ouro, cobalto, zinco e outras riquezas. Estes recursos naturais têm despertado a cobiça e levaram o país à desordem. Mais de cinco milhões de pessoas morreram desde 1998 devido à violência, à fome e às doenças.

O leste do Congo contém a maior parte da riqueza do país e também foi o ponto inicial da pior guerra no continente neste momento. Apesar de um acordo de paz, as tropas do governo ainda estão tentando impedir que os grupos rebeldes tomem o controle das minas de minerais. Há centenas de milhares de desabrigados e dezenas de milhares de mulheres foram estupradas, torturadas e mutiladas,

“Temos todas as riquezas minerais do mundo. Nós somos como a Terra Prometida, mas a morte e a destruição estão fluindo”, disse uma mulher congolesa.

ENFRENTANDO GIGANTES
Com a aprovação de seu marido, Kabila lançou uma campanha de oração nas grandes cidades e te usado a mídia para incentivar os seus conterrâneos a participar. E a resposta foi esmagadora. Theodore Mugalu, assessor do casal presidencial, disse:

“A Primeira Dama é uma pessoa de fé forte. Ela sabe que somente através da oração podemos enfrentar os Golias da nossa cultura.”

Três dias depois do lançamento da campanha de oração e jejum em um estádio de futebol, dezenas de milhares de pessoas se reuniram para adorar a Deus e orar. Na história política da República Democrática do Congo, nenhum chefe de Estado apelou para jejum e oração. Então, o que a Primeira Dama está fazendo é monumental.

“Eu quero que vocês saibam que o presidente nos apoia”, disse Kabila.

No encerramento da campanha de oração e jejum, Kabila incentivou seus compatriotas a continuarem a orar:

“Este é apenas o começo. Nós queremos ser livres do diabo e dos espíritos malignos que vagueiam pela nossa nação. Eu acho que os muros de Jericó estão caindo. Deus vai libertar o nosso país “.

congoNo final, mais uma vez, a Primeira Dama surpreendeu quando, acompanhada por uma cantora evangélica, terminou, pedindo que o Espírito de Deus descesse naquelas terras.

Tradução e adaptação: Milton Alves
Fonte: Protestante Digital

MIN. DIANTE DO TRONO. “Clamando ao Senhor pelas Eleições 2010”

urnaeletronica1CLAMANDO AO SENHOR PELAS ELEIÇÕES 2010″A ti, pois, filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca e lhe darás aviso da minha parte.”  (Ezequiel 33.7.)

O Senhor nos chamou como atalaias (intercessores) para clamarmos por nossas cidades, estados e por nossa nação. Quero convidar você a responder “SIM, EIS-ME AQUI” para o Senhor e dobrar os seus joelhos intercedendo pelas próximas eleições, um momento tão especial e decisivo para os brasileiros. A escolha do presidente, dos senadores, deputados e governadores tem que ser tomada na total direção do Senhor e nós, como Igreja, precisamos clamar para que todo o processo eleitoral seja conduzido pelo Senhor Jesus.

Colheremos o fruto das nossas orações nos próximos quatro anos, por isso, precisamos semear com nossas lágrimas e o nosso clamor na terra onde o Senhor nos plantou. Seria muito importante se você pudesse estabelecer esses momentos juntamente com sua família, com seus filhos, pois eles colherão os benefícios de uma escolha segundo o coração de Deus para a nossa nação. Com certeza, nossa casa será a primeira a ser abençoada!

Se puder, compre uma bandeira do Brasil e coloque no quarto de oração, ou uma pequena bandeira em sua bíblia e até as eleições vamos, EM UNIDADE, clamar e proclamar a Palavra que está em 2 Crônicas 7.14-16 que diz:

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se HUMILHAR, e ORAR, e ME BUSCAR, e SE CONVERTER DOS SEUS MAUS CAMINHOS, então EU ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. Estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar. Porque escolhi e santifiquei esta casa, para que nela esteja o meu nome perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.”

Vamos encerrar o momento de adoração proclamando Isaías 62 sobre o Brasil:

ISAÍAS 62
Por amor de (nome do seu Estado) não me calarei e, por amor do BRASIL, não me aquietarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvação, como uma tocha acesa. BRASIL – As nações verão a tua justiça, e todos os reis, a tua glória; e serás chamada por um nome novo, que a boca do Senhor designar.

BRASIL – Serás uma coroa de glória na mão do Senhor, um diadema real na mão do teu Deus.

BRASIL – Nunca mais te chamarão Desamparada, nem a tua terra se denominará jamais Desolada; mas chamar-te-ão Minha-Delícia; e tua terra, Desposada; porque o Senhor se delicia em ti; e a tua terra se desposará. Porque, como o jovem desposa a donzela, assim teus filhos te desposarão a ti; como o noivo se alegra da noiva, assim de ti se alegrará o teu Deus. Sobre os teus muros, oh BRASIL, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça o BRASIL e o ponha por objeto de louvor na terra.

Jurou o Senhor pela sua mão direita e pelo seu braço poderoso: BRASIL, nunca mais darei o teu cereal por sustento aos teus inimigos, nem os estrangeiros beberão o teu vinho, fruto de tuas fadigas. Mas os que o ajuntarem o comerão e louvarão ao Senhor; e os que o recolherem beberão nos trios do meu santuário. Passai, passai pelas portas; preparai o caminho ao povo; aterrai, aterrai a estrada, limpai-a das pedras; arvorai bandeira aos povos.
Eis que o Senhor fez ouvir até as extremidades da terra estas palavras: Dizei AOS HABITANTES (NOME DO SEU ESTADO): Eis que vem o teu Salvador; vem com ele a sua recompensa, e diante dele, o seu galardão. BRASIL – Chamar-vos-ão Povo Santo, Remidos-Do-Senhor; e tu, (NOME DO SEU ESTADO) serás chamada Procurada, Cidade-Não-Deserta.

Separamos 3 grupos de intercessão e você pode escolher fazer parte de um deles de acordo com sua disponibilidade de tempo:

1º grupo: 1 vez ao dia.

Todos os dias te bendirei e louvarei o teu nome para todo o sempre (Salmo 145.2).

No seu devocional todos os dias, separe um tempo de intercessão específica pelo Brasil. Clamando os textos citados e adorando ao Senhor.

2º grupo: 3 vezes ao dia (como Daniel intercedia por Israel).

Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa e, em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes por dia, se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer. (Daniel 6.10).

Pela manhã, à tarde e ao anoitecer clame ao Senhor, proclame a Palavra (os textos citados) e adore ao Senhor.

3º grupo: 7 vezes ao dia (como sugere o salmista).

Sete vezes no dia, eu te louvo pela justiça dos teus juízos (NO BRASIL). (Salmo 119.164).

Será uma benção se você tiver a oportunidade de se ajoelhar sete vezes diante do Senhor!

Clame pelo Brasil, declare a Palavra e adore, como uma sentinela. (Os textos citados) Interceda trazendo a existência o que está no coração de Deus para o seu estado e para a nossa NAÇÃO.

________________________________________________________________________

Tenho certeza que seremos surpreendidos pelo Senhor!

Eu irei adiante de ti, endireitarei os caminhos tortuosos, quebrarei as portas de bronze e despedaçarei as trancas de ferro; dar-te-ei os tesouros escondidos e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome. (Isaías 45:2 – 3)

Neste período estaremos cobrindo também a sua vida em oração!

Estamos juntos, alistados neste exército!

Que o Senhor te abençoe!

Um abraço,

Faça a sua inscrição no site do Diante do Trono!

::Por Pra. Ezenete Rodrigues
Líder de Intercessão do Ministério Diante do Trono e Igreja Batista da Lagoinha

ESTADOS UNIDOS “4 em 5 americanos dizem aluno pode orar em eventos da escola”

knielen_bij_kruis_24 em 5 americanos dizem aluno pode orar em eventos da escola

 

A grande maioria dos norte-americanos, incluindo aqueles que não praticam qualquer fé em particular, apoiam a permissão de estudantes conferencistas de oferecerem uma oração em eventos da escola pública, encontrou uma pesquisa.

No total, 80 por cento daqueles que responderam a uma pesquisa feita pelo First Amendment Center (Centro Primeira Emenda), disse que eles pensam que os alunos conferencistas deverão ser capazes de fazer uma oração pública. Além disso, a maioria (59 por cento) dos que disseram que não praticam a religião apoiam a permissão desses alunos de orarem em eventos da escola.

“Claramente, a maioria dos americanos querem manter o governo fora da religião, mas não vêem uma expressão de fé de um aluno em um evento da escola pública como uma violação da separação entre Igreja e estado,” disse Ken Paulson, presidente do First Amendment Center.

Ele acrescentou, “alunos de escolas públicas realmente apreciam um pouco da liberdade religiosa nas dependências da escola, mas as batalhas de alto nível sobre o início cerimônias e outros eventos em toda a escola deixaram a impressão oposta.”

A pesquisa nacional, realizada pelo Grupo Pert entre 28 de julho e 06 de agosto, está baseada em entrevistas por telefone com 1.003 adultos. O First Amendment Center tem realizado pesquisas sobre o estado da Primeira Emenda anualmente desde 1997.

Além da oração escola pública, a pesquisa também constatou que mais de três em cada quatro americanos apoiam a proclamação de um Dia Nacional de Oração pelo Congresso ou o presidente.

A descoberta é encorajadora para os defensores da NDOP dada a decisão de um juiz distrital dos EUA no início deste ano que considera que o dia é inconstitucional porque aparentemente equivale a um apelo do governo para a ação religiosa. Não muito tempo após a decisão, o Pentágono rescindiu o seu convite para o evangelista Franklin Graham falar em seu evento NDOP sobre preocupações com suas observações sobre o Islã. Para muitos adeptos NDOP, a decisão judicial e a decisão do Pentágono, em conjunto, pareciam sinalizar um ataque à oração pública nos Estados Unidos.

“Esta situação que surgiu nas últimas semanas serve como um outro lembrete do ataque implacável contra a nossa liberdade religiosa e deve recordar a todos os norte-americanos de serem mais diligentes na defesa do patrimônio de liberdade e fé que nossos pais fundadores lutaram para que tempo definido nosso país,” disse Shirley Dobson, presidente da Task Force NDOP, no evento do Capitol Hill deste ano.

Apesar da decisão, no entanto, o Presidente Obama continuou a tradição e emitiu uma proclamação para reconhecer o dia da oração.

A pesquisa mais recente sobre a primeira alteração, também encontrou que 53 por cento acreditam que a Constituição dos EUA estabelece uma nação cristã – um resultado semelhante ao encontrado no levantamento de 2008.

Sua liberação acontece poucos dias antes dos estudantes de todo o país reúnirem-se em oração para o evento anual “See You At The Pole,” que será realizado quarta-feira de manhã.

 
Fonte: Christian Post

Propaganda atéia: durma aos domingos e não vá à igreja

ateiaUm grupo humanista nos Estados Unidos lançou uma campanha com cartazes dizendo ao público que tudo bem dormir aos domingos pela manhã e não ir à igreja, entre outras coisas. “Obviamente, há muitas razões para rejeitar a religião, a maioria delas intelectual,” disse Dan Barker, co-presidente de uma instituição que reúne ateus.

“Mas encare-a – um dos benefícios imediatos ao parar de ir à igreja, além de obter um aumento de 10%, porque você também pode parar de dar o dízimo, é começar a dormir aos domingos pela manhã! O que o mundo realmente precisa é de um bom sono.”

A Freedom From Religion Foundation (FFRF) terá 20 outdoors colocados em toda a área de Tampa e São Petersburgo, na Flórida, ainda neste mês de agosto.

Quatro anúncios diferentes estão sendo apresentados: “Dormir aos Domingos,” “Imagine nenhuma religião,” “Deus e o Governo: uma mistura perigosa,” e “Na Razão Nós Confiamos” – que é a mais recente mensagem do grupo. Essa última é uma referência à frase escrita em todas as notas de dólares americanos: “Em Deus nós confiamos”.

“Queremos que os nossos outdoors sejam atraentes, e uma vez que nossas mensagens sejam controversas, os livres pensadores amarão os vitrais tanto quanto os religiosos,” disse a vice-presidente da FFRF, Annie Laurie Gaylor.

Retomada em 1978, a FFRF se diz uma associação de livres pensadores, inclusive os ateus, agnósticos e céticos.

“O Madison,” grupo de Wisconsin – Estado nosrte-americano –  tem mais de 15.500 membros em todo o país. Gaylor salientou que os não religiosos são o maior segmento crescente da população identificada como religiosa nos Estados Unidos. A popularmente citada Pesquisa de 2008 de Identificação de Religiosos Americanos (2008 American Religious Identification Survey) revelou que a porcentagem dos norte-americanos afirmando não ter religião saltou de 8,2% em 1990 para 15% em 2008.

Embora muitos não frequentem serviços religiosos, mais da metade (56%) dos norte-americanos acreditam em Deus e não são religiosos e 49% oram, regularmente, de acordo com o sociólogo RE Bradley Wright.

Ainda assim, FFRF quer enviar a mensagem de que nem todos os norte-americanos acreditam em Deus ou seguem uma religião. A FFRF começou campanhas com cartazes em outubro de 2007 e até agora tem colocado as suas mensagens em 25 estados. Esta é a primeira vez que o grupo está fazendo publicidade na Flórida.

Fonte: Christian Post/Folha Gospel

Grupo mata jovem em ritual e divulga história na internet

imagesUm dos mais cruéis assassinatos nos últimos anos no Brasil foi elucidado graças a um estudante gaúcho que vive a 4,6 mil quilômetros do local do crime. O homicídio aconteceu em Belém (PA), em 21 de julho. Cíntia Oliveira, 16 anos, foi assassinada num cemitério por um grupo de jovens, que ainda bebeu parte do seu sangue.

    O corpo da garota foi jogado dentro de uma cova no cemitério de Benguí, na capital paraense. O homicídio só foi elucidado porque os autores, em conversas via internet, divulgaram a história. Um dos interlocutores dos assassinos, o porto-alegrense Marcos Vinícius Fonseca Neto – que cursa História na PUCRS – acionou a Polícia Civil, o que provocou a prisão dos autores do crime. Eles confessaram ontem o homicídio, praticado durante um ritual satânico.

    Marcos, 29 anos, conheceu os assassinos num jogo de RPG. Eles se apresentaram como integrantes de uma seita satânica, chamada Dark Angels. Foram meses de jogos e conversas. Desconfiado, ele pôs em dúvida o satanismo dos interlocutores. Via skype, entrou em contato com o suposto líder do bando, Ezequiel Abreu Calado, 18 anos. Para surpresa de Marcos, Ezequiel detalhou rituais e confessou o assassinato de Cíntia. Ainda mandou pela internet uma cópia de uma notícia de jornal, na qual aparece uma foto da jovem, morta, no cemitério.

    “Gravei-o confessando o homicídio e mandei a cópia da gravação para o Disque-Denúncia da Polícia Civil gaúcha” relata Marcos.

    Uma outra garota, também integrante da seita, igualmente confessou e detalhou o crime. As duas gravações feitas por Marco foram repassadas pelos policiais gaúchos a colegas do Pará. Foi em decorrência delas que a Justiça autorizou a prisão temporária dos envolvidos no crime. Foram presos Ezequiel, Nancy Danielly da Silva Amorim (ambos de 18 anos), e apreendidos outros dois adolescentes – um garoto de 15 anos e uma garota de 16 anos. Eles confessaram participação no assassinato. Nancy, em depoimento, admitiu ter atraído a vítima até o encontro com Ezequiel. Os presos confessaram serem adeptos do vampirismo e de rituais satânicos.

    “A motivação praticamente está definida, é a magia negra. O surgimento de uma gravação feita por esse internauta do Rio Grande do Sul agilizou as investigações – declarou à Rede Globo o delegado Eduardo Rollo, responsável pelas investigações no Pará”.

    Estudante de História, curioso nato, o universitário Marcos Vinícius Fonseca é daqueles entusiastas por internet que vivem conectados, com câmeras e gravadores sempre a postos. Já desejou ser policial e ainda sonha com a possibilidade de esclarecer crimes, como aconteceu agora nesse sangrento episódio no Pará. 

     Em casa, virou exemplo, orgulho da mãe e das irmãs. Aficionado em RPG, um tipo de jogo eletrônico via internet, ele prefere se enxergar como um “detetive virtual”. Ao receber Zero Hora ontem em sua casa, na zona sul de Porto Alegre, o jovem relatou como chegou aos assassinos de Cíntia Oliveira, adolescente de quem ele nunca ouvira falar:
Fonte: Zero Hora

“God Save America”, Pastor convoca 100 mil americanos para orar

Bandeira-dos-EUAUm pastor egípcio de mega-igreja está chamando para 100.000 Norte-americanos “que crêem na Bíblia” para orar pelos Estados Unidos.

Dr. Michael Youssef, pastor fundador da Igreja dos Apóstolos e presidente do ministério Leading the Way, em Atlanta, encontrou 42.450 pessoas até agora para juntar-se a ele na oração diária pelos Estados Unidos desde a campanha “God Save América,” lançada em 04 de julho.

“A maior batalha do nosso tempo é a batalha pela verdade bíblica,” afirmou Youssef em um e-mail para o The Christian Post, na segunda-feira. “Universalismo é galopante nas Igrejas evangélicas e nada menos que um reavivamento do Espírito Santo varrendo a terra vai salvar a Igreja de Cristo da apostasia total.”

Youssef acredita que as orações diárias dos 100.000 Cristãos que participam na campanha irão salvar a “Igreja e, portanto, o país.”

A ênfase principal da campanha de oração é de lembrar aos Cristãos Norte-americanos que os Estados Unidos foram fundados na dependência de Deus. Mas hoje, diz Youssef, os líderes do país e os cidadãos tentam alcançar o sucesso em seus próprios termos.

O “God Save America” campanha de oração,” foi inspirado por um empresário de Nova Yorque chamado Jeremiah Lanphier do século 19, que liderou uma série de pequenas reuniões de oração na cidade de Nova Yorque. As reuniões com menos de 20 pessoas logo cresceu para milhares e se expandiu para outros estados, destacou Youssef. Em todo o país, as lojas fechavam durante a hora do almoço para que os trabalhadores pudessem participar das reuniões de oração local.

“Eu quero te dizer que a nossa, não é uma situação sem esperança, impotente,” escreveu Youssef sexta-feira em seu blog. “A mudança real nos Estados Unidos ainda é possível, desde que haja Cristãos dispostos a consagrarem-se a Deus em oração pelo estado espiritual da nação.”

Os participantes da campanha “God Save America” são esperados para oferecer orações de gratidão para a rica história cristã dos Estados Unidos; arrependimento para o indivíduo e os pecados nacionais; pedido de bênção de Deus nos Estados Unidos, e oração por sabedoria e discernimento para os funcionários eleitos, bem como para a ousadia e força para compartilhar o Evangelho com os vizinhos.

“A razão para a deterioração do nosso país – a nossa crise econômica, nossos males sociais, a frieza da Igreja e da apostasia da verdade … é porque nós temos nos afastado do único Deus verdadeiro,” disse Youssef. “Ele quer abençoar nosso país em sua soberania e misericórdia, mas precisamos arrepender-nos de nosso orgulho e independência dolosa.

“Precisamos iniciar um avivamento de oração e ação de graças e confissão a Deus,” acrescentou.

Youssef, que veio para os Estados Unidos em 1977 e tornou-se um cidadão Norte-americano em 1984, é pastor fundador de mais de 3.000 membros da Igreja dos Apóstolos, em Atlanta. Ele também organiza programas semanais de televisão e programas de rádio transmitidos diariamente em 20 línguas e está disponível em mais de 200 países.

É a esperança de Youssef de que, pelo menos, 100 mil Cristãos Norte-americanos adiram ao compromisso diário de oração para os Estados Unidos até 02 de novembro.

Igreja Evangélica Luterana dá boas vindas a pastores gays

igrejaluteranagaysA Igreja Evangélica Luterana da América (ELCA) recebeu diversos pastores homossexuais em cerimônia no domingo (25). A confraternização em São Francisco foi a primeira de uma série que vai acontecer em diversos pontos dos EUA. Em agosto a Igreja votou pela liberação de pastores gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. Os pastores devem manter relacionamentos estáveis e não precisam ser celibatários. No domingo, sete desses novos pastores foram recebidos em uma cerimônia especial na Catedral de S. Mark, em São Fancisco, Califórnia. Os reverendos John Fryckman e James DeLange, ambos heterossexuais, foram pioneiros na luta pela modificação das regras da igreja. Dois dos novos pastores assumidamente gays já serviam na igreja de São Francisco sob os cuidados deles.

 

 

Eles consideraram a cerimônia de domingo uma vitória. No Brasil a ELCA não tem nenhum representante. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) mantém um tipo de parceria e intercâmbio com a ECLA, mas não se pronunciou oficialmente sobre o ministério de homossexuais. O Pastor Victor Linn falou conosco por telefone e explicou que cada “vertente” da Igreja Evangélica Luterana tem uma prática individual, e que a IECLB tem diversos documentos que discutem a questão, mas que nenhum deles é conclusivo. No começo de julho, líderes da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos também votaram a favor de mudanças em sua política. Ainda não é uma decisão confirmada, pois tem que passar pelo crivo de delegados regionais, mas as chances são grandes. Caso seja aprovada, a Presbyterian Church seria a maior vertente cristã nos EUA a admitirem clérigos homossexuais.

Chico Anysio: ‘Deus? Que Deus. Eu prefiro ficar sozinho

chicoanysio01RIO DE JANEIRO (Rio de Janeiro) – O humorista Chico Anysio escreveu um texto em seu blog afirmando que casos como de Rafael Mascarenhas fazem com que ele seja ateu. Chico não conseguiu ficar quieto ao ver Rafael Mascarenhas, filho de Cissa Guimarães, morrer após ser atropelado no Rio de Janeiro. O humorista e amigo da atriz usou seu blog para comentar o assunto e se mostrou revoltado com o acidente.

“Mas e então? Que Deus é este que deixa que morra um menino de 18 anos, à espera de começar seu caminho na vida e deixa vivo e solto o animal que o atropelou, o débil mental que faz de um túnel uma pista de corrida e simplesmente arranca da vida um ser bonito, jovem, ansioso por começar a viver, filho de uma mãe maravilhosa, como colega, como amiga e como pessoa?”, escreveu.

Chico cita ainda o caso Bruno, as crianças que passam fome na África e os conflitos no Oriente Médio para dizer que essas coisas fazem com que ele seja ateu. “Deus é onisciente? Então ele sabia que o Rafael teria que morrer naquele dia, naquela hora e daquele modo. Sendo assim, meus amigos eu deixo à disposição de todos a minha parte de Deus porque se ele tem e é tantos ‘onis’ e o mundo está como está, eu prefiro ficar sozinho”, disse.

Rafael Mascarenhas, 18, morreu na manhã de terça, dia 20 de julho. O rapaz andava de skate em um túnel interditado do Rio quando dois carros furaram o bloqueio para, supostamente, fazer um racha. O menino foi atropelado, passou por cirurgia, mas não resistiu.

Fonte: Abril /

Igreja Batista realiza casamento lésbico e fiel decide processar denominação para reaver dízimos

igrejabatista01

 

 

Para Yvonne Moore, quando sua congregação batista do Sul realizou uma “cerimônia de compromisso” lésbico, não foi só algo contra a Bíblia – foi uma traição pessoal. A traição levou a idosa negra, que havia frequentado a Igreja Batista da Aliança em Washington D.C. durante 37 anos, a processar para que suas doações semanais fossem devolvidas – doações avaliadas em aproximadamente 250 mil dólares.

“Fiquei transtornada – eu dou para a igreja dez centavos de cada dólar. Eu dou o dízimo e eles não respeitaram os membros o suficiente para nos escutar”, disse Moore numa entrevista da CNN publicada na quinta-feira.

“Não acredito nessas coisas. Sou uma batista do Sul. A Bíblia fala contra o homossexualismo – não se pode levar isso para dentro da igreja”, disse ela.

Moore diz que frequentou o evento não acreditando que ocorreria em sua igreja, e achou a cerimônia “totalmente repugnante”. Evidentemente, Moore não é o único membro transtornado com a mudança: a reportagem da CNN menciona brevemente que a congregação perdeu metade de suas famílias por causa do descalabro. Os pastores Christine e Dennis Wiley, porém, foram obstinados em sua decisão de celebrar a união da dupla lésbica.

“Não dá para você simplesmente ler uma Bíblia e pensar que de certa maneira você não dominou a palavra de Deus”, disse Dennis Wiley.

Mais tarde Moore desistiu do processo, embora tenha dito que não voltará mais àquela igreja. Num encontro anual neste mês, os líderes americanos dos batistas do Sul aprovaram resoluções se opondo à normalização da homossexualidade nas forças armadas e no ambiente de trabalho.

O Distrito de Colúmbia [onde fica a capital dos EUA] começou a disponibilizar licenças de casamento para duplas de mesmo sexo em março, juntando-se a cinco estados que revogaram a definição legal de casamento entre um homem e uma mulher.

Fonte: Notícias Pró-Família / Gospel+

Juíza argentina desobedece a lei e se nega a casar gays: “não quero que Deus me condene”

juizaBUENOS AIRES (Argentina) –  Uma juíza de paz argentina afirmou que se negará a casar pessoas do mesmo sexo por temer “condenação de Deus”, mesmo que isso lhe custe a carreira, após a aprovação da lei que permite o casamento homossexual na Argentina. Segundo a juíza Marta Covella, da província de La Pampa (centro da Argentina), os casais homossexuais não deixarão de se unir por causa dela, já que um juiz suplente será designado para ratificar o matrimônio.

“Mas eu, por uma questão de princípios cristãos, não posso fazê-lo. Porque na Bíblia, Deus não aprova essa forma de viver. Uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus”, justificou Covella.

Mesmo levando em conta os riscos de ser destituída ou criticada pela opinião pública, ela afirma que “por nada nem por ninguém” irá contrariar seus princípios.

“O que não quero é que Deus me condene”, ressaltou.

A Argentina aprovou na quinta-feira uma reforma do Código Civil que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, depois de um duro e intenso debate legislativo que reflete a divisão que existe no país a respeito do tema.

Homem é condenado por possuir livros cristãos

argeliaUm cristão da Argélia foi condenado a dois anos de prisão e multado em 5 mil dinars. Ele foi acusado de proselitismo.

O advogado deste caso tem dez dias para apelar da sentença.

O cristão estava fazendo negócios em alguns mercados, e a polícia estava fazendo a ronda comum. Eles o abordaram, mas ele tinha deixado seus documentos no carro. A polícia acompanhou o cristão até o veículo, mas, juntamente com seus documentos, dentro do porta-luvas, estavam uns 5 ou 6 livros cristãos que ele havia ganhado de presente.

Isso foi o suficiente para que a polícia o acusasse de proselitismo e para que ele fosse condenado.

Esse irmão precisa de nossas orações. Vamos interceder para que a apelação feita pelo advogado dê resultados.

Tradução: Missão Portas Abertas / Fonte: Missão Portas Abertas

O PASTOR QUE CAÇA ATÉ VAMPIROS

       Eclipse-poster-twilight-series-7063470-500-600Lançado no dia 30 de junho, Eclipse, terceiro filme da saga Crepúsculo, bateu recorde de público até o momento. Por trás da história romântica teen que envolve a cultura gótica, vampírica, está um contexto perigoso. O alerta partiu do pastor da Igreja das Américas em Nova Friburgo (RJ), Silas Rahal. Conhecido por realizar evangelismo com comunidades undergrounds, Rahal lembra que algo errado está acontecendo com a juventude, até mesmo a cristã, que cada vez mais está sendo atraída por esta cultura.  

         Uma boa prova do sucesso da saga são os números. Foram 100 milhões de livros vendidos e no cinema, desde o lançamento, só no Brasil, mais de dois milhões de espectadores – principalmente adolescentes e crianças são seduzidos pela trama fácil e com ícones românticos.

         Silas Rahal, pastor da Igreja Batista em Fazenda do Campo ou Igreja das Américas, conhece bem os perigos da propagação desta cultura e faz um trabalho de amparo aos jovens góticos e underground. Rahal diz que sempre pregou o evangelho para ‘malucos’ e ‘doidos’, mas de uns anos para cá o cenário ficou ainda mais complicado. “O vampirismo não pode ser considerado uma doença, um problema psicológico ou espiritual. É uma questão muito complexa, mas não há como negar sua existência, em alguns lugares mais e em outros menos. O vampirismo é parte da história humana e um fato desde sempre em todas as civilizações”, explica Silas.

Para o estudante de teologia a novidade é que o vampirismo está virando moda, uma tendência cultural, febre nos cinemas e tomando conta dos jovens de todo mundo. “Só pode ser um mau sinal, alguma coisa anda muito errada. O que será que passa na cabeça dos produtores. Será que eles pensam que isso tudo é mentira?, pois não é, basta ir a qualquer cemitério em qualquer lugar do mundo para encontrar jovens de preto praticando rituais bizarros”, relata.

Silas conta que os adeptos do vampirismo atual escutam black metal, fazem adoração ao satanás, usam roupas pretas, não tomam sol, são depressivos e muitos deles estão sempre com a garganta inflamada, devido a ingestão frequente de sangue humano. Além disso, acreditam que, caso cometam o suicídio irão ressuscitar como vampiros, aumentando cada vez os índices.

Não somente a igreja das Américas, mas todos os ministérios alternativos em todo o mundo estão tendo cuidado especial no evangelismo dos jovens e agem para mostrar a verdade, de acordo com as Escrituras. “O vampirismo atinge a vida humana, a plenitude da realização do indivíduo por preconizar valores depressivos e funestos da vida, já o evangelho de Cristo há de trazer luz a todos os que estão na região das trevas”, ressalta Silas Rahal.