Soldados fazem cruz humana durante culto do exército após conversão de 225 militares

Um dos elementos marcantes do exército norte-americano é a sua valorização das tropas, a união e o sentimento de patriotismo entre os militares. De maioria cristã, o exército costuma realizar cultos cristãos regularmente, onde muitos soldados encontram a oportunidade de entrar suas vidas a Deus, voluntariamente.

Uma imagem registradas em uma dessas cerimônias chamou atenção da mídia esta semana. Se trada de uma “cruz humana”, onde centenas de militares se organizaram para formar o desenho da cruz, sinalizando que o exército americano em sua maioria testemunha a fé em Jesus Cristo.

O sinal da cruz foi realizado durante um culto no último domingo (1) no Estádio Doughboy, em Fort Benning, no estado da Geórgia. Segundo informações do Independent Journal Review, o momento de maior emoção ocorreu durante a execução da música ‘Reckless Love’, conhecida no Brasil como ‘Ousado Amor’.

“Enquanto as palavras da música eram cantadas, o Espírito Santo se movia entre a multidão não apenas encorajando homens e mulheres, mas fazendo com que alguns entregassem seus corações a Jesus pela primeira vez. Não há nada como o ‘impressionante, infinito e ousado amor de Deus’”, disse Jenny Reese Clark, esposa do capelão do Exército.

A iniciativa pode ser um reflexo da “onda conservadora” que ganhou força nos Estados Unidos contra o excesso de liberalismo moral provocado pelos partidos e movimentos identificados de esquerda no país. A eleição do Presidente Donald Trump, que defende claramente uma postura mais nacionalista segundo avalistas políticos, está reformando essa tendência, além do quatro econômico depressivo que se abateu no país durante os últimos anos do governo Barack Obama.

“Acho que a América está abatida pelas notícias negativas. As pessoas precisam ver que há coisas boas acontecendo nos bastidores”, disse Clark à IJR na época, sugerindo que a iniciativa de reforçar a fé cristã como identidade da nação americana é um bom sinal diante da crise econômica e moral que se abateu no país.