HINN SE EXPLICA SOBRE DIVÓRCIO

bennyhinnDepois de trinta anos de casamento, Suzanne Hinn, esposa de Benny Hinn pediu divórcio. Abalado com as criticas, o evangelista enviou uma carta de três páginas a seus membros explicando que seu ministério não tem fundamentos bíblicos para sua esposa Suzanne Hinn pedir o divórcio.

Hinn disse que sua esposa estava sob grande pressão, mas nem ele nem os seus filhos “nunca teria esperado que isso acontecesse.” Na carta o americano se defende e diz que não havia nenhuma imoralidade na vida do casal. “Nós dois mantivemos nossas vidas limpas e completamente devotadas um ao outro por 30 anos de casamento.

Suzane apresentou papeis de divórcio no dia 1º de fevereiro citando incompatibilidade de gênios. Benny disse, através de seus colaboradores, que estava tentando reverter a crise no casamento. “Suzanne nunca deu sequer indicio de que isso estava em sua mente”, frisou. O líder americano pede orações pela ‘cura’ de sua família e diz que o divórcio irá impedi-lo de cumprir seu chamado ao ministério.

Entenda melhor:

Esposa pede divórcio após 30 anos por incompatibilidade.

           Um ministério consolidado e que atraiu multidões não foi suficiente para salvar o casamento do reverendo Benny Hinn. No dia 1º de fevereiro a esposa do líder, Suzanne Hinn, deu entrada ao pedido de divórcio alegando incompatibilidade de gênios. A noticia foi confirmada pelo ministério do americano na última semana.                                     

Apesar de o casal ter se separado em 26 de janeiro, de acordo com documentos judiciais, a organização divulgou um comunicado expressando que Benny Hinn está chocado frente aos acontecimentos. “Pastor Benny Hinn e seus familiares imediatos ficaram chocados e entristecidos em saber desta notícia, sem qualquer aviso prévio”, disse Don Price, conselheiro sênior de longa data do Ministério Benny Hinn. Segundo comunicado, divulgado através do site Christian Post, Hinn tem se esforçado em trazer a cura para seu relacionamento. Atualmente o reverendo está sendo investigado pelo Senado por seus bens luxuosos que incluem jatinhos e mansões.