Evangélico britânico é preso por pregar nas ruas, mas diz que não desistirá

O Reino Unidos é o berço do movimento missionário que levou o evangelho a muitos países no século 19. Contudo, nas últimas décadas o cristianismo no país está em decadência. Igrejas históricas foram fechadas, transformadas em mesquitas ou vendidas para empresas.

No final de fevereiro a prisão de Oluwole Ilesanmi, um evangélico que pregava perto da estação de metro de Southgate, em Londres, gerou um movimento nacional. O vídeo que mostra dois policiais levando Olu, como é mais conhecido, sem explicar o motivo, viralizou, tendo mais de 2.5 milhões de visualizações.

O homem, de 64 anos, protesta, pedindo que não retirem a Bíblia dele. Os policiais alegam que Olu estava sendo detido “para evitar a violação da paz” e que havia “queixas” sobre seu comportamento. Liberado algumas horas depois, após ter dado depoimento em uma delegacia, o evangélico reclama que lhe foi negada a “oportunidade de espalhar o Evangelho”.