GUILHERME DE PÁDUA. Após entrevista polêmica, Ratinho rebate críticas no Twitter

4E43E3B28163097347DDCD541F99CDepois de exibir ao vivo uma entrevista com Guilherme de Pádua, condenado junto com a ex-mulher Paula Thomaz pela morte da atriz Daniella Perez, o apresentador Ratinho usou seu perfil no Twitter para rebater as críticas recebidas pela internet.

    “Aguinaldo Silva, grande novelista da Globo que sempre admirei, me critica como se a empresa pra quem ele presta serviço nunca tivesse entrevistado bandido. Vou repetir. A matéria foi com a intenção de perguntar pra sociedade se ela daria uma segunda chance a ex-criminosos como por exemplo o Guilherme Pádua”, escreveu Ratinho.

 Reprodução 

    O apresentador Ratinho durante entrevista com Guilherme de Pádua; programa foi alvo de críticas na web 

    Hoje pela manhã, o novelista ironizou e criticou o apresentador do SBT. “Quem será o próximo? Fernando Beira-Mar? O casal Nardoni? Se Ratinho quer levantar a audiência à custa de baixarias, que tal psicografar uma entrevista com Hitler? Médium pra isso é o que não falta. Mas o que é que pode se esperar de um cara que usa o codinome de Ratinho?”, postou Aguinaldo em seu Twitter.

    Na sua resposta, Ratinho questionou se a entrevista teria tamanha repercussão caso não envolvesse pessoas famosas. “Será que se o entrevistado tivesse assassinado a filha de trabalhador comum os famosos se manifestariam? Claro que todos tem o direito de se manifestarem, mas não acho que há necessidade de críticas a minha pessoa e nem ataques verbais”, completou. 

    Ratinho deu por encerrado o assunto no Twitter, mas afirmou que vai “quebrar o pau com meio mundo” durante seu programa de hoje.

Entrevista 

    Apesar do alarde, Guilherme de Pádua deixou de responder a maioria das perguntas feitas por Ratinho. Ele argumentou que havia descoberto –também pelo Twitter– que poderia ser processado por conta das declarações. “Você tem avião, tem advogado… eu não tenho nada”, disse Pádua.

    Sobre as esquivadas de Pádua, Ratinho disse hoje que “para fazer um programa ao vivo, como o de ontem, é preciso ousadia”. “Nem sempre conseguimos as respostas que queremos. O entrevistado era ex-ator, com experiência com o público, foi preciso todo cuidado para conduzir-lo pois ele poderia sair do estúdio.”

    Ao saber que Ratinho entrevistaria o assassino de sua filha, a autora de novelas Gloria Perez disse que estava decepcionada com o apresentador.

    “Eu apertei sua mão nos tempos em q você se indignava com assassinatos covardes!”, escreveu.

    Ela afirmou que acionaria a Justiça caso fosse feita qualquer alusão desrespeitosa à filha.

    “Divulgar ‘versões fantasiosas’ de assassinos julgados é crime. Passível de processos criminais e cíveis!”, disse a autora.