Viúva dá Bíblia para o assassino do marido: “Leia que pode salvar sua alma”, disse ela

estudo biblico de ezequielNOVA YORK (Estados Unidos) – Sandro Pumarejo, caixa de uma loja de jóias em Manhattan, foi assassinado por David Andrango, colega de trabalho que estava roubando jóias no valor de 10 mil dólares. Condenado à prisão perpétua por um tribunal, recebeu uma Bíblia de presente da viúva, Noel Pumarejo, que o convidou a ler porque pode “salvar sua alma.” O assassino foi condenado à prisão perpétua na Corte Criminal de Manhattan. Em vez de tomar a atitude tradicional de outros membros de famílias das vítimas que chegam a insultar ou tentar atacar as pessoas condenadas nos tribunais, ela deu a Bíblia para o assassino.

“Acabei de ler a Bíblia que eu estou te dando. Este livro pode salvar sua alma. Deus te abençoe David “, disse a viúva ao assassino para a surpresa dos presentes, incluindo o próprio juiz que impôs a sentença.

Depois de ouvir a sentença, o assassino disse que está ciente de que não pode devolver a vida à vítima e que não pensou antes de agir. Agora, perdi meus filhos e minha família”, disse o assaltante, que chorou diante de todos no tribunal.

Pumarejo também contou sua história de como “Deus tocou nela e no marido” e eles creram na mensagem do Evangelho.

“Eu senti uma dor aguda no meu coração no dia em que ele morreu, mas sei que ele está no céu e que um dia estaremos juntos”.

Numa demonstração de perdão e amor ao próximo, ela disse que não se importa com a condenação do assassino do marido e que anseia que ele se converta.

Adaptação: Milton Alves
Fonte: P. Estreias. Edição: ProtestanteDigital.com