Campanha pede boicote esportivo a Globo e Kfouri desdenha da Bíblia

 

Juca KfouriO futebol é uma caixinha de surpresas e em época de Copa do Mundo é uma surpresa a cada dia. Hoje, dia 25, uma corrente pede boicote a emissora carioca durante o jogo Brasil e Portugal. O impasse se deu após a briga entre Dunga e a imprensa motivada por uma exclusividade dada à Globo. Não bastasse isto, Juca Kfouri, um dos mais prestigiados cronistas esportivos, novamente atacou a fé alheia.

 

Segundo os idealizadores do boicote a Globo, a iniciativa quer promover uma baixa na audiência da emissora durante a partida do Brasil como um forma de protestar contra a ‘manipulação’ da emissora. Alguns usuários do Twitter defendem ainda que as pessoas devam ficar 24 horas sem assistir ao canal.

Toda essa briga começou quando o técnico Dunga xingou o repórter Alex Scobar durante a coletiva de imprensa realizada após a vitória do Brasil sobre a Costa do Marfim por 3 a 1. Além do jornalista, o treinador brasileiro teria proferido palavras de baixo calão ao atacante Drogba e ao juiz da partida.

Na categoria bola fora, quem marcou um gol contra com Juca Kfouri, que é acusado por Kaká de o perseguir por conta de sua crença, em entrevista ao portal Terra, novamente ele repetiu que não tem fé e desdenhou o papel da Bíblia. Ao ser perguntado se a Bíblia pode ser considerada uma fonte de sabedoria, Juca responde: “Claro, entendida em seu simbolismo.”