O DOM DO PERDÃO “Empresário perdoou e deu oportunidade para ex-sequestrador”

o dom do perdãO ex-sequestrador Ronaldo Miguel Monteiro, que hoje faz trabalhos sociais e é pastor, foi destaque do Fantástico nesse domingo, 8, após dar uma declaração na novela “Viver a Vida”, sobre o passado no crime e da pretensão de sequestrar o empresário Custódio Rangel.

     Ronaldo, ex-presidiário, que foi condenado a 28 anos de prisão pelos 10 sequestros cometidos na década de 80, disse na declaração no fim do capítulo da novela que foi uma experiência muito forte encontrar uma das suas vítimas.

     Quando descobriu uma forma fácil de ganhar dinheiro através da extorsão e sequestro, descobriu que o empresário Custódio era uma vítima que lhe iria render um bom resgate, mas que não sairia com vida do sequestro. Mas nada deu certo nesse sequestro e após cinco meses Ronaldo foi preso, cumprindo 13 anos de pena.

     Durante o tempo que esteve preso, Ronaldo recebeu a visita do homem que seria sequestrado, Custódio Rangel. O empresário não foi visitá-lo para julgar e sim para mostrar o caminho até Jesus, “Pois é, Jesus amou todos. Temos que fazer alguma coisa. Então, uma boa pescaria seria se eu ganhasse Ronaldo para Jesus. E aconteceu isso”, contou Rangel.

     A visita marcou a vida de Ronaldo e as coisas começaram a mudar a partir desse dia, “foi muito forte, você não encontra palavras, só alguém que vive na marginalidade e se depara com uma vítima que diz “eu te perdoo”, poderia responder. E com certeza ela não vai encontrar palavras”, disse Ronaldo na entrevista para o Fantástico.

      Depois desse dia, Ronaldo começou a trabalhar com os demais presos e ao sair da prisão pela condicional, conseguiu um emprego que trabalhou por dois anos, dado pelo próprio empresário, que mais uma vez o ajudou e mostrou ter perdoado.

     Hoje Ronaldo segue seu caminho longe da criminalidade e tem uma Ong que ajuda presos a se qualificar profissionalmente.   

     Assista o vídeo aqui