Entenda a importância da obediência

Nós, que estamos debaixo de autoridade, devemos obedecer. Sabendo que nossos líderes estão se empenhando por exercer uma liderança sábia e justa, nada nos resta senão a fiel obediência. E por que o faremos? Todo grupo tem um objetivo que justifica sua existência. Se obedecermos, estamos contribuindo para que o objetivo seja alcançado. Se desobedecemos estamos traindo a nós mesmo e prejudicando todo o grupo.

O grande problema da história de Israel foi a desobediência. Aliás, o grande problema da história humana é esse. Adão e Eva tinham um único mandamento para cumprir e conseguiram desobedecê-lo. Assim continua até hoje. O povo de Israel foi desobediente ao Senhor. As consequências foram maldições diversas, inclusive o cativeiro, a perda da terra de Canaã e a dispersão pelo mundo afora.

As palavras “lei” e “mandamento” parecem pesadas. Contudo, todos os mandamentos de Deus foram estabelecidos para o nosso próprio bem e para que o objetivo da nossa existência seja atingido em plenitude. Portanto, devem ser obedecidos. (Não estamos advogando a favor da lei mosaica, mas da vontade de Deus, de modo geral). Muitas vezes queremos entender as ordens de Deus. É melhor obedecer do que ficar tentando compreender.

Se o aluno desobedecer ao professor, estará prejudicando a si mesmo. E se o paciente desobedecer ao médico? Pode ser fatal. O soldado precisa obedecer ao capitão para que a tropa possa alcançar a vitória. Cada músico da orquestra precisa obedecer ao comando do maestro para que se consiga harmonia e beleza. Se um deles resolver tocar sua própria música ou no seu próprio tom, poderá ter uma sensação de liberdade e independência, mas todo o grupo ficará prejudicado.

O maior exemplo é o próprio Senhor Jesus. Em seu ministério terreno, Cristo demonstrou total obediência ao Pai. Portanto, além de ser o melhor exemplo de líder, ele é o melhor exemplo de filho e de servo (Hebreus 5.8; Filipenses 2).

Extraído da Apostila “Autoridade Espiritual”