“Pai da mentira, satanás tenta imitar a obra de Deus”, alerta evangelista Billy Graham

Aos 99 anos, Billy Graham continua exercendo seu ministério a partir de sua casa, ao responder perguntas de leitores de sua coluna no site da Associação Evangelística que leva seu nome, ou de jornais norte-americanos que compartilham os textos do evangelista.

Recentemente, um leitor questionou sobre visões do céu: “Meu tio diz que minha tia teve um vislumbre do céu antes de morrer. Como ele sabe? Talvez ela estivesse apenas tendo uma alucinação. Admito que sou um pouco cético, embora minha tia fosse uma pessoa muito espiritual que lia a Bíblia todos os dias”, disse o leitor.

A partir desse comentário, Billy Graham afirmou que, mesmo sendo incomum, Deus pode privilegiar alguns de seus servos com um vislumbre do céu, e citou o caso de Estevão, o primeiro mártir cristão.

“À medida que as pedras jogadas por seus inimigos caíam sobre ele, Estêvão ‘olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus de pé à direita de Deus’ (Atos 7:55)”, respondeu Billy Graham, dispensando os argumentos de quem afirma que isso é resultado de alucinações ou reações químicas no sistema nervoso.

“Estou convencido de que, em vez disso, são realmente um vislumbre de Deus na eternidade”, declarou Graham. “Através disto, Deus está lembrando os que estão presentes – e nós também – que a eternidade é real, e Cristo está esperando para nos receber no Céu”, prosseguiu, segundo informações do portal Gospel Herald.